Projeto Para Exposição de Arte

Projeto Para Exposição de Arte

Ambientar uma exposição de arte é muito diferente de projetar a ambientação de uma residência usando obras de arte. Quando fui convidada para fazer o projeto da exposição “Solos”, da artista plástica e ceramista Angelina Zambelli, me senti muito honrada e diante de um novo e tentador desafio, pois adoro arte e nunca tinha feito um projeto dessa natureza antes. O convite veio da própria artista e do curador da exposição, o publicitário Marco Antonio Andre.
Surgiu então o primeiro desafio: Menos de 3 semanas para projetar e viabilizar a exposição!


O primeiro passo foi conhecer o espaço da exposição, uma grande sala da Pinacoteca Diógenes Duarte Paes, instalada em um prédio icônico no centro de Jundiaí, com mais de 120 anos e projetado pelo lendário arquiteto Ramos de Azevedo (1851-1928) que projetou também o Teatro Municipal de São Paulo, entre outras grandes obras.

A sala destinada à exposição é uma das maiores do prédio e tem um pé direito bastante alto. O prédio tombado pelo Tombado pelo CONDEPHAAT desde 2002, está super bem conservado mas as paredes em tom de bege e a iluminação inadequada para a finalidade, de cara já eram duas coisas para serem resolvidas.


O segundo passo foi conhecer de perto, no ateliê de Angelina, as peças que fariam parte dessa exposição. Apesar de conhecer o trabalho da artista, eu precisava conhecer também o processo criativo e todo o contexto. E isso foi realmente essencial para desenvolver o trabalho.
O ateliê de Angelina, instalado em meio a um jardim incrível e que é também uma espécie de galeria particular ao ar livre, me permitiu sentir de onde vem toda sua inspiração e estabelecer essa relação entre a arte e a natureza, as formas orgânicas e a cartela de cores tão peculiar nas obras da artista.


Com uma proposta minimalista e muito delicada, as 23 peças que compõem a exposição “Solos” pareciam, a princípio, insuficientes para o grande espaço da sala. Segundo desafio.


Optei então por tirar proveito dos contrastes e usar recurso de luminotécnica. Com a nossa grande parceira Hansa Iluminações, desativamos as luminárias frias existentes no espaço e instalamos 28 spots de led, focados em pontos estratégicos e rebaixamos ainda mais o teto com duas grandes luminárias com formato que remetem às obras expostas.
Outro recurso foi uma intervenção de cor para reduzir visualmente as proporções da sala e contrastar com as cores das peças. Pensamos então em um grande painel com uma imagem forte de uma das obras e uma faixa verde escuro dando continuidade a esse painel nem outras duas paredes.


O trabalho de Angelina nessa série “Solos”, está profundamente ligado à terra e à força feminina na criação. O curador Marco Antonio Andre teve a ideia de produzir uma foto colocando as peças de volta ao lugar de onde vieram, o solo. A foto produzida por Marília Scarabello e Cadu Carvalho, do Estúdio Duplo Fotografia, foi impressa em formato de outdoor e colada sobre um painel de madeira.
Embora as esculturas de Angelina Zambelli sejam orginalmente pensadas para pendurar em paredes, optamos por expo-las horizontalmente, em mesas, para permitir que sejam vistas de um ângulo diferente, permitindo uma melhor apreciação dos detalhes e despertando a curiosidade para os efeitos obtidos em cada uma delas.


Atingimos assim o resultado desejado pelo curador, que era causar no visitante a sensação de entrar em um espaço contemplativo, harmonioso e delicado como o trabalho da artista. Lembrando sempre que toda exposição deve ser pensada para o público.


E tudo isso aconteceu graças à uma grande rede de parceiros que acreditaram no projeto como os já citados Hansa Iluminação e Estúdio Duplo Fotografia, e também a Mig Climatização, a Stock Brazil e a Focus Midia Exterior.
Tivemos ainda um apoio fantástico de toda a equipe da Pinacoteca Diógenes Duarte Paes, que não só apostaram na nossa ideia mas também não pouparam esforços para nos ajudar a viabilizá-la.
Um agradecimento especial ainda para Luis Henrique Aquino Sedano que, em breve abrirá uma escola para bonsaístas em Jundiaí e gentilmente cedeu uma jaboticabeira de 30 anos para a noite do vernissage.

Serviço:
Exposição “Solos” de Angelina Zambelli
Até 04 de setembro
Na Pinacoteca Diógenes Duarte Paes
Rua Barão de Jundiaí, 109, Centro – Jundiaí
Terça a sexta das 10h às 17h. Sábado, domingo e feriado das 9h às 16h.
Entrada: Franca

Share This

Leave a Comment