Obras de Arte na Decoração

Obras de Arte na Decoração

Há quem diga que prefere uma parede sem acabamento a uma parede sem arte. Extremismos a parte, de fato uma decoração sem obras de arte (sejam telas, gravuras, fotos ou esculturas) fica incompleta, mesmo nas propostas mais minimalistas.

Quem já visitou a Casa Cor deve ter percebido a importância do papel das obras de arte em quase todos os ambientes da mostra. E para quem não percebeu, basta imaginá-los sem os quadros e esculturas.


A aquisição de obras de arte para “compor” a decoração é o primeiro erro. Não se compra arte para complementar a decoração e sim para dar alma à sua casa, portanto as cores da obra não precisam “combinar” nem com o sofá e nem com o tapete. Uma obra de arte vai bem em qualquer ambiente e o que conta é seu gosto pessoal e seu estilo.


Escolhidas as obras, a etapa seguinte é escolher as molduras, essas sim cumprem a delicada função de valorizar a obra e fazer a ponte com a decoração do ambiente. A escolha de uma moldura errada pode matar a obra de arte e o seu projeto.


Uma boa dica é olhar as obras que você já tem em casa ou mesmo aquelas herdadas de família que você esconde no porão. Muitas vezes a simples troca de moldura pode fazer que você a veja com outros olhos.


A terceira etapa é a disposição dos quadros na parede. Tão pessoal quanto a escolha de uma obra de arte, a distribuição dos quadros varia muito de pessoa para pessoa mas alguns fatores devem ser levados em conta, tais como o tipo de arte (fotografia, pintura, gravura, escultura…), as dimensões, e estilos de molduras (no caso de quadros com molduras diferentes).


Uma fórmula super básica e que costuma dar muito certo é traçar um quadrado ou retângulo imaginário na parede e dispor as obras dentro desse espaço formando um alinhamento perfeito, cuidando para que os vãos entre uma tela e outra sejam visualmente coerentes.


Outra proposta é o alinhamento irregular partindo de um ponto central, no caso de obras com tamanhos muito divergentes.


Ideal mesmo é não correr riscos e chamar um profissional de design de interiores para uma consultoria rápida ou até mesmo para auxiliar desde a escolha das obras e molduras. Um bom profissional sempre tem ótimos contatos, pode ajudar a fazer bons negócios e ter um resultado final realmente satisfatório.

 

Fotos: Casa Cor, Casa Claudia, Pinterest e Tumblr

Share This

Leave a Comment