O que é ser sustentável?

O que é ser sustentável?

Estamos preparados para a sustentabilidade das construções? Estão em nosso alcance as decisões de como tornar uma construção sustentável?
O conceito de sustentabilidade a meu ver transcende o processo construtivo de uma edificação e inclui também os usuários, considerando sua saúde, seu bem-estar e os impactos ambientais gerados por suas ações diárias, ou seja as ações de cada um devem garantir sua qualidade de vida como um todo.


Devemos nos questionar se somos sustentáveis em nosso dia a dia, e a partir desta reflexão, podemos iniciar um processo em nossa residência e em nosso local de trabalho, para permitirmos nossa transformação pessoal que garante um envolvimento com várias causas sustentáveis. São pequenas ações que podem gerar grandes resultados no conjunto de uma sociedade a partir de um desenvolvimento sócio – cultural.


O conceito de desenvolvimento sustentável vem sendo ampliado e discutido para que seja aplicado cada vez mais na prática e de maneira efetiva e duradoura. Essencialmente o conceito sustentável permeia os temas ambientais, econômicos, sociais e principalmente culturais. O que significa que nossas ações devem ser ambientalmente corretas, economicamente viáveis, socialmente justas e culturalmente diversas.


Em nossa casa, podemos adotar princípios básicos de economia de água e energia a partir de reutilização de água de chuva, utilização de produtos com dispositivos economizadores de água, substituição de equipamentos antigos não certificados, e de lâmpadas halógenas por lâmpadas de Led, sabidamente mais econômicas, além do monitoramento de geração de resíduos plásticos, e eliminação de produtos descartáveis não recicláveis. Existem ainda soluções construtivas que podem propiciar redução de consumo de energia, como o telhado verde que diminui a temperatura interna de uma edificação e promove a troca de oxigênio, entre outras soluções. Um tema muito vasto que permite uma série de discussões muito produtivas as para nossas vidas, no âmbito de nossos espaços e de nossas cidades.


Enfim são atitudes conscientes e produtos ecologicamente corretos que podem refletir em demais ações pessoais e coletivas.
Para nós arquitetos e urbanistas que projetamos espaços, a utilização de princípios sustentáveis é a vanguarda do processo. Existe uma série de ações possíveis que permitem certificações nacionais e internacionais independentes que podem garantir a credibilidade do empreendimento.


O valor agregado ao espaço edificado construído a partir de práticas sustentáveis aumenta o valor de mercado, produz uma imagem associada a atitudes responsáveis, garante maior satisfação dos usuários, considerando ambientes com elevados índices de salubridade, e promove acima de tudo qualidade de vida para quem usufrui e para as futuras gerações que habitarão o espaço com bem-estar.
O processo deve ser contínuo e nós profissionais devemos cumprir nosso papel em nossa atuação permitindo que futuras gerações utilizem belos espaços que garantam experiências únicas.

Posts relacionados:

MOPI, A Escola Árvore

Casa Container

Bambu, A Madeira do Futuro

Volta ao Passado Para Construir o Futuro

Telhados Verdes

Share This

Leave a Comment