Menos Portas e Mais Design

Menos Portas e Mais Design
Com a tendência dos ambientes abertos, integrados, o número de portas nos projetos diminuiu sensivelmente, restringindo-se apenas à ambientes e situações onde elas são realmente indispensáveis.
Isso trouxe um novo olhar para as portas e elas ganham em importância na decoração, com funções muito além de manter a privacidade e segurança.
As portas de entrada de uma residência ou de um estabelecimento comercial sempre tiveram mais importância que as demais, instaladas na divisão de ambientes. A porta principal, além de definir o espaço privado e garantir a segurança, deve estar completamente integrada ao projeto de fachada e de interior.
Chamadas de porta principal, elas se apresentam nos materiais e modelos mais variados e vão da madeira maciça e de demolição ao ferro e vidro. Cores também são bem vindas e, não raramente, as portas podem ser especialmente desenhadas para atender projetos específicos.
Na parte interna as portas foram basicamente reduzida a ambientes de trabalho como a área de serviço e a dispensa ou a espaços privativos como banheiros, closets e quartos.

Mas esqueça as portas portas básicas, aquelas que tinham a função de “sumir” na decoração. Se o ambiente permitir, abuse das portas largas. Elas conferem mais sofisticação ao projeto. Se o problema for falta de espaço, as portas embutidas são uma ótima solução.

 

 

 

 

Share This

Leave a Comment